Vândalos cortam fios de travão e podiam ter provocado a morte do condutor

8/05/2012 00:55 - Modificado em 8/05/2012 00:57

O fim-de-semana poderia ter terminado da pior forma para um cidadão mindelense que viu o seu veículo ficar sem travão devido a mão criminosa. O indivíduo foi para um convívio em Monte Sossego nas imediações do Polidesportivo Oeiras. No regresso para casa tentou fazer uma paragem num sinal STOP, mas a viatura não parou, por isso teve de imobilizar o carro com uso do travão de mão. Porém quando chegou a casa de seu mecânico depararam que os tubos dos freios das quatro rodas haviam sido cortados.

 

O NN apurou que duas viaturas foram vandalizadas em Monte Sossego, na madrugada de domingo. Os proprietários dos veículos encontravam-se num convívio nas imediações do Polidesportivo Oeiras. Os supostos autores do acto arrebentaram o tubo de gasolina de um dos veículos e levaram o combustível que havia no depósito.

Por outro lado os vândalos deceparam os tubos dos freios de uma viatura, Suzuki Jeep que estava estacionado ao lado do primeiro veículo, alvo de vandalismo. Segundo o proprietário nada previa que alguém pudesse decepar os travões do seu carro. O dono do Suzuki não descarta a hipótese de ser uma tentativa de homicídio, mas por outro lado acha que se tratar de um acto de vandalismo.

De acordo com o proprietário do Suzuki Jimmy “saí do convívio por volta da uma hora da manhã em direcção a minha residência. Porém a dada altura cheguei num STOP e quando coloquei o pé no pedal dos travões o carro continuou em andamento. Nesse momento pensei tratar-se de uma falha mecânica, então utilizei o travão de mão para parar o meu carro”.

O pior não aconteceu porque a vitima circulava numa estrada rectilínea e com ajuda do travão de mão conseguiu levar o carro para a casa do seu mecânico. Quando chegou no mecânico verificaram que alguém havia decepado os tubos dos freios das quatro rodas do Suzuki Jimmy fazendo vazar o óleo dos travões.

  1. eduardo monteiro

    Se a moda pega, vai ser uma chatice

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.