Onde param os 10 mil contos?

25/02/2013 00:37 - Modificado em 25/02/2013 00:37
| Comentários fechados em Onde param os 10 mil contos?

Depois da Câmara Municipal da Ribeira Brava, na ilha de São Nicolau ter instaurado um processo disciplinar a uma funcionária por alegado desvio de dinheiro dos cofres da edilidade, agora é a vez do Tribunal de Contas mandar auditores à cidade da Ribeira Brava para realizar diligências que permitam esclarecer o caso que dá conta de um desfalque de 10 mil contos.

 

Em Outubro de 2012, a bancada do Movimento para a Democracia na Câmara Municipal da Ribeira Brava emitiu um pedido de esclarecimento à edilidade sobre alegados rumores de desvio de dinheiro por parte da contabilista daquela Câmara Municipal. Depois de manter o caso em sigilo devido às investigações internas, Américo Nascimento veio a público esclarecer o assunto.

 

O edil Américo Nascimento afirmou que a alegada autora do desfalque está suspensa das funções que desempenhava no sector financeiro. Segundo o edil, o caso requereu trâmites legais de observação pelo que se constataram indícios de irregularidades que determinaram a aplicação de medidas.

Américo Nascimento diz que qualquer outro procedimento que não seja o processo disciplinar não está sob a alçada da Câmara Municipal. Mas o certo é que os auditores do Tribunal de Contas irão passar a pente fino as contas da Câmara da Ribeira Brava para apurarem a veracidade da denúncia, isto é: se se trata de uma situação isolada em que houve apenas a actuação da contabilista da CMRB, relativamente ao valor desviado dos cofres e ainda se o processo de desvio de verbas envolve uma rede de funcionários.

De realçar que o caso foi entregue às instâncias judiciais e por decisão do Tribunal da Comarca de São Nicolau, a ex-contabilista está proibida de sair da ilha enquanto decorrer o processo de averiguação que tem como base apurar os factos da denúncia que recaem sobre a sua pessoa.

 

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.