Homem encontrado morto numa encosta em Espia

19/02/2013 23:44 - Modificado em 20/02/2013 13:58

Foi encontrado, na manhã de terça-feira, um corpo sem vida numa encosta conhecida por “Cagado de Pássaro”, na zona de Espia, ilha de São Vicente. Trata-se de um indivíduo de 49 anos, de nome, Simplício Lopes. A vítima estava desaparecida há 22 dias e o seu corpo que estava em avançado estado de decomposição, foi encontrado por um cidadão.

Simplício Lopes, de 49 anos, pedreiro, foi encontrado morto numa rocha situada a vários metros da localidade de Cabo de Ribeira, na zona de Espia, na terça-feira, por volta das 11 horas. A vítima residia em Ribeirinha, nas imediações da Escola Juvino Santo e há 22 dias que não era vista pelos familiares, que depois de o procurarem em diversos locais, declararam o seu desaparecimento às autoridades.

Segundo o que apurámos, o alerta sobre a descoberta do seu corpo foi dada por um morador da zona de Espia que sofre de mudez. “Ele tem o hábito de passear pelas encostas, pelo que ao aproximar-se do local onde estava o corpo sentiu um mau cheiro, por isso, regressou à zona de Espia para avisar os moradores, através de gestos que viu um cadáver num monte conhecido por Cagado de Pássaro” asseguram alguns moradores.

Diligências

Com esta informação, a Polícia Nacional e a Protecção Civil deslocaram-se ao local para averiguarem o caso e através do apoio de familiares, confirmaram tratar-se do corpo de Simplício Lopes. A delegada de Saúde e a Polícia Judiciária estiveram nessa encosta para realizar diligências.

Mas devido ao avançado estado de decomposição do corpo, as autoridades criminais e sanitárias não realizaram a autópsia, mas pelas características as suspeitas apontaram para uma morte provocada por algum mal-estar, uma vez que os familiares disseram às autoridades que a vítima padecia de epilepsia.

O corpo foi levantado pelos bombeiros que contaram com o apoio de militares sob a autorização da Delegacia de Saúde e da Polícia Judiciária e conduzido de imediato para o cemitério. De realçar que a remoção foi realizada com meios adequados, uma vez que enfrentaram dificuldades para escalar a encosta e aceder ao local onde se encontrava o cadáver.

  1. José. Chantre

    Parabéns ao NN pela introdução do video noticia e que continuem a inovar, o video vai ser importante nesta região do Pais onde a RTC praticamente só as a tividades do governo,e as palestras.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.