Taekwondo: “Criar uma fábrica de campeões”

7/05/2012 00:05 - Modificado em 6/05/2012 23:39

Comemorou-se, no sábado, um ano que Gilson Rodrigues trouxe o taekwondo para São Vicente. Aproveitou a situação de bolseiro olímpico para criar um projecto de ensino desta arte marcial a jovens, como forma de lançar as bases deste desporto, mas também como forma de dar mais uma alternativa aos jovens.

Na hora do balanço é categórico ao afirmar que é “extremamente positivo”. Numa retrospectiva do que foi alcançado durante este ano diz que conseguiram colocar uma atleta no top dez de Africa, com três atletas em perspectiva de serem chamados para a selecção nacional. “Em termos competitivos conseguiu organizar um torneiro de homenagem ao seleccionador nacional de taekwondo, Djô Pina, um open, um torneiro de abertura e uma liga. “Não esperava que em um ano pudéssemos alcançar este tipo de resultado tanto em número de eventos como de atletas na selecção”, desabafa Gilson que só esperava esse resultado daqui quatro anos.

Para Gilson o que foi alcançado até aqui é só um prenúncio do que pode ser feito para o taekwondo em São Vicente. “Nada que foi alcançado, poderia ser sem o empenho e esforço dos atletas”. Assim Gilson atribui o empenho aos atletas como a principal razão para que o taekwondo já tenha “ raízes fortes” em São Vicente.

Um desporto com características e equipamentos próprios encontrou neste ultimo item a sua maior dificuldade. A falta de equipamento não impediu que a Gilson ensinasse os alunos. Depois e um ano chegaram proveniente dos EUA, enviando pelo Mestre Djo Pina, equipamentos suficientes para que Gilson possa continuar a ensinar esta arte ao jovens. E deixa no ar uma questão que, “se sem equipamento conseguiram chegar onde chegaram imagina agora com todo o material disponível”.

Comemoração

Como forma de comemorar esta data Gilson organizou um evento cultural na Escola Secundaria José Augusto Pinto, com animação de música, dança e demostração de taekwondo. Alem disto será realizado um torneiro, onde Gilson fará sua estreia como atleta do Mindelense. Esse torneiro será no formato cinco contra um em que Gilson vai combater com cinco dos seus alunos que estão em perspectiva de ingressar na selecção nacional.

  1. Djay

    Muito boa essa iniciativa, sou um amante do TKD, fui praticante no Brasil quando estudava e sempre quis pratica-lo aqui em SV, mas não tinha conchecimento de que ja estavamos tão avançados, e me alegra muito saber disso.
    Por favor se alguém souber de como posso contactar a escola, pois já faz algum tempo que tento entrar em contacto com o Gilson para praticar TKD mas sem sucesso.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.