Augusto Neves avisa: A Laginha vai sofrer com as obras do acesso norte do Porto Grande

14/02/2013 23:31 - Modificado em 14/02/2013 23:31

A Câmara Municipal de São Vicente mostra-se preocupada com as repercussões da obra de alargamento do terrapleno e construção de uma nova via de acesso na Zona Nordeste do Porto Grande de S. Vicente. Segundo o presidente da CM, Augusto Neves, esta obra deve ser encarada com “maior seriedade e responsabilidade” porque poderá afectar directamente o que considera um dos maiores activos económicos da ilha, a praia da Laginha. E para Neves, o projecto “não trará nenhuma vantagem para a Laginha e para a estética” da Baía do Porto Grande.

 

Augusto Neves caracteriza a zona como “sensível” e lugar de convívio dos mindelenses e que a circulação e estacionamento de veículos pesados associados ao terminal, “constituirá um grande obstáculo e constrangimento para os mindelenses” que frequentam a praia.

 

E pede cautela especial ao projecto e espera que haja uma atenção especial na avaliação do impacte ambiental, que “não se limita única e exclusivamente à dinâmica costeira”. Neves alerta para “todos os efeitos ambientais relevantes” associados aos impactes da obra e que serão sentidos a nível social.

 

E de forma directa, o edil avança que a preocupação da edilidade prende-se com “a possibilidade do desaparecimento da praia” como consequência das obras. E se isto acontecer “depois de tantas chamadas de atenção e pareceres técnicos”, Neves diz que todos os agentes envolvidos e que negligenciaram, terão que ser responsabilizados.

 

“A zona da Laginha já sofreu muito devido a construções que devastaram a biodiversidade local”. Entre estas construções o presidente da CMSV nomeia a construção da CABNAVE, alargamento do Porto Grande, a Electra entre outras. Diz que

acredita que possam existir outras soluções para a obra e que a praia possa ser preservada.

 

Matérias relacionadas

http://noticiasdonorte.publ.cv/10426/acesso-norte-do-porto-grande-o-acesso-da-polemica-ou-o-olhar-para-o-abismo/

  1. CidadaoCV

    Eu pergunto: Que responsabilidade tem a Câmara Municipal na construção de infraestruturas de uma ilha? Se o Governo resolve demolir a Câmara Municipal, para construir um hotel 5 estrelas, a CM aceita? Depois vem o presidente da CM apresenta uma declaração (reclamação) política na TV que tudo fica resolvido? Declarações políticas não resolvem nada.

  2. Silvina

    SOCORRO PRA LAGINHA!!! GENTES DE SV VAMOS JUNTAR CONTRA ESSA CONSTRUÇÃO QUE VAI DESTRUIR POR COMPLETO A PRAIA DA LAGINHA!!! É URGENTE QUE EXERÇAMOS O NOSSO DIREITO DE CIDADANIA NÃO VAMOS DEIXAR QUE DESTROEM A LAGINHA ZONA ESSA QUE Ñ É SÓ UMA PRAIA MAS PRINCIPALMENTE UMA ZONA QUE GERA ECONOMIA PARA ILHA!!! TEMOS DE AGIR AGORA, APROVEITAR ESE CONSELHO DE MINSITRO JÁ NA 2ª FEIRA!!!!

  3. Pedro Mota

    Eata obra já está tendo impacto na destruíção da praia de Laginha.Os pedregulhos já estão a invadir a praia.Basta ver que depois do espaço assinalado, já há tanta pedra impedindo os nadadores de alí nadarem. Devia haver mais respeito para os residentes de S.Vicente, tendo em conta que Laginha é considerada sala de visita dos Mindelenses.
    É que ,onde se governa com maioria absoluta não há respeito para um povo.

  4. Figaro

    CidadaoCV algumas obras são da competência de governo , na responsabilidade de algum ministério , já por exemplo obras na CM são da competência da própria CM.Neste caso e propriamente nesta obra a competência é do governo mais propriamente ministério das infraestruturas. A única coisa que a CM pode fazer é contestar a obra devido ao impacto ambiental que vai ter , levando a sua palavra aos orgãos de comunicação social , mas algumas cabecinhas tontas como a tua não conseguem perceber isso.

  5. Monteiro

    Acho que ja é tarde para lamurias.
    As obras ja começaram ja não ha nada a fazer.
    Certamente havia muitas outras possíveis soluções.

  6. Pancracio Evora

    A Camara Municipal especializou-se em guerra partidaria com o Governo esquecendo-se dos sofredores que é o povo de S.Vicente.

  7. Renato

    Governo de Porcaria, este paicv, eles querem destruir Mindelo de qualquer jeito. Como não conseguem levar laginha para Praia, então vem destruí-lo. Por essas e por outras é que queremos a regionalização. Povo de São Vicente temos que sair na rua e mostrar a este governo o nosso descontentamento

  8. Tito Livio

    o governo zé maria quer é ver soncent é no fundo,mode são vicente é que sabura de cabo verde, mas culpode disso é povo é pole lá pe manda mas cinco anos.Agora é aguarda pelas as consequências, durante esse tempo de mandado desse governo de zé maria,mode ele, ta é te marimba pé soncente. Nha povo bsot é ta lá abri oi que ele cre destrui soncent..

  9. Joaquim ALMEIDA

    Cidadao CV creio que nao é bem assim ; constitucionalmente existe a parte autarquica ,em cada ilha do arquipélago, em que o governo nao tem o direito de intervir o que compete ao Edil de cada ilha a assumir a resposabilidade .

  10. Gabs

    Povo de São Vicente

    No sei pa rua es li ka pode nos ilha é piqueni ka no deixas estragal nos praia quando chego a são Vicente primeiro lugar que vou antes de chegar na casa vou para Laginha, beber um cafe um uma outra coisa , ver para o mar sentir na terra

    PORFAVOR NO JUNTA NOS TUDO PESSOAL LI NA HOLLANDA E OUTROS LUGAR FORA DE CABO VERDE SÃO VICENTE LAGINHA É DE NOS

    GABS

  11. edson lopes

    o pessoal no presta atenção primer.
    kel obra lá keti te ba caba Laginha.
    espia bzot oia
    la é um area que ninquem kete usa.
    ma ti te parcem que bzot kete nem conxe bzot Laginha.
    Bzot te lembra de Laginha ne 1980 e tal???
    La tinha só pedra.
    Cont is tava te faze traboi na cais is draga kel area de cais is ptal la ne leginha, por isso no es Leginha de aoje.
    Bzot te lembra kel lagedo é tinha lok li ne inicio?
    onde kel bai?
    foi kel area kis po lá.
    Por isso no pensa antes de fala.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.