Marcha pró-marijuana termina com carga policial

6/05/2012 22:52 - Modificado em 6/05/2012 22:52
| Comentários fechados em Marcha pró-marijuana termina com carga policial

Uma marcha pacífica a favor da legalização do consumo de marijuana realizada na orla da zona sul da cidade brasileira do Rio de Janeiro terminou com uma inesperada carga policial. Pelo menos três manifestantes ficaram feridos, e houve pânico entre quem participava na manifestação e quem assistia à passagem da marcha.

A carga policial ocorreu quando os manifestantes, cerca de 2500, segundo a própria polícia, já começavam a dispersar após o fim da marcha. De repente, carros do Batalhão de Choque invadiram a Avenida Vieira Souto, a principal de Ipanema, onde até aí a segurança era feita por homens do policiamento normal, e carregaram sobre os participantes no movimento.

Os agentes carregaram contra os manifestantes usando bastões, bombas de gás lacrimogéneo e balas de borracha, sem que se tenha entendido exactamente a razão de tanta violência. A marcha, que estava nos minutos finais, tinha decorrido sem incidentes e o efectivo policial que mantinha a ordem antes da chegada dos homens do Choque não tinha tido problemas.

Esta foi a primeira Marcha Pela Marijuana realizada legalmente no Rio de Janeiro. Depois de muitas tentativas frustradas e de grande polémica com as autoridades, o Supremo Tribunal Federal reconheceu o direito de as pessoas se manifestarem a favor da legalização da droga, independentemente desta ser proibida.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.