Um olhar sobre o Samba Tropical : Cativante

12/02/2013 09:10 - Modificado em 12/02/2013 13:05

Samba Tropical, como manda a tradição, saiu na noite de segunda-feira, e desta vez com um marco especial: as comemorações das bodas de prata do grupo. Enquanto o Samba Tropical apresenta o seu 18º cortejo carnavalesco em 25 anos, M a nossa convidada, faz a sua estreia no Carnaval. Filha de pais cabo-verdianos e apesar de visitar sempre a terra, nunca viu pessoalmente, nem participou em edições anteriores do Carnaval mindelense.

O NN lançou-lhe o desafio de acompanhar o desfile do Samba Tropical através do olhar de uma mindelense  e que nunca tinha assistido a um Carnaval em São Vicente.

As primeiras impressões positivas para a nossa marinheira de primeira água tem a ver com quantidade de pessoas envolvidas no desfile o que a levou a ficar “impressionada”, e constatar que coordenar todas as pessoas que compunham o desfile, a volta de 800 figurantes, “não é fácil e não pode ser fácil e há que louvar este aspecto”. Além do aspecto dentro do desfile, deleita-se com a capacidade que este desfile tem em “juntar pessoas de todas as classes sociais”. E com esta capacidade vislumbra no desfile uma “ festa do povo para o povo” em qualquer um sente-se entusiasmado por estar presente.

Depois de ver de perto as roupas das 15 alas que compuseram o desfile, a  arrisca uma primeira avaliação do grupo: “Samba é um grupo sofisticado pelo vestuário que utiliza, pelas cores, vê-se que há um grande investimento neste projecto”. E todo essa “sofisticação” a deixou entusiasmada e ansiosa para ver o desfile, com o movimento das cores.

Mas com as primeiras batucadas e os primeiros movimentos, não houve o entusiamo inicial demostrado no início. A coreografia não impressionou, e amenizou o facto atribuindo a culpa ao nervosismo. “O público não se mostra entusiasmado com esta coreografia”, foi a apreciação inicial do desfile.

Num primeiro momento, os nossos olhos nesta cobertura sente falta de entusiasmo: tanto do público como dos integrantes do desfile “O responsável está ter o papel de animar o público pedindo palmas, porque este não está muito entusiasmado com esta actuação e está, no fundo, com uma postura expectante”. E neste ponto atribui um formalismo em demasia no desfile, talvez pelo facto de o grupo “não estar em competição”.

Se as primeiras alas não a entusiasmaram, já a descontracção dos grupos seniores, como classifica “é mais cativante”. Atribui o facto de viverem o Carnaval com outra intensidade e com uma postura mais descontraída e motivadora, cativaram a sua atenção e a do público. E fala da coreografia numa das alas que ajudou com que fossem mais cativantes e houvesse uma interacção maior com o público com sorrisos, com acessos. E com isto M vê, nesta parte do desfile, “uma verdadeira festa como o Carnaval deveria ser”, sendo que assim “parece Carnaval e por tudo o que ele é constituído”.

Para o primeiro contacto com o Carnaval mindelense não há um sentimento de satisfação com o que foi apresentado. As roupas, as cores fazendo jus ao estatuto do Samba Tropical. Mas a marinheira de primerira água pede entusiasmo que possa dar mais brilho a um Carnaval reconhecido internacionalmente.  E uma palavra de apreço a “grande organização deste desfile”.

  1. CidadaoCV

    É também o meu sentimento que este desfile do Samba Tropical ficou muito aquém das expectativas. Não houve aquele brilho que faz vibrar até os recatados. Eu não vibrei, ninguém vibrou, não houve palmas, não houve o cantar da população a acompanhar, não se entendia quase nada da letra da música, os carros de som abafaram os cantos das alas, a coreografia era mesmo bera, sem expressão. O único aspecto + foi o número de figurantes, que acabou por ser maçador assistir a tudo.

  2. Joaquim ALMEIDA

    Carnaval , a maior e a mais antiga manifestaçao cultural do nosso pais , o essencial antes de tudo ( como nos jogos olympicos) , é participar ; o grupo ” Samba Tropical ” é um exemplo dos grupos carnavalescos que merece a nossa estima e admiraçao .Devemos vibrar mesmo se a nossa ansiedade é sempre esperar mais e melhor . Neste aspeto , estou certo que Samba Tropical , para o ano , serà melhor !.Um Criol na Frânça ; Morgadinho !..

  3. nadia

    Samba surprendeu pela positiva. Gostei de tudo o que vi, muito brilho e criatividade. Só os foliões é que deveriam estar mais entusiamados.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.