Carnaval para despertar consciências: a “Regionalização” sai da mesa do debate político para as ruas do Mindelo.

11/02/2013 01:50 - Modificado em 11/02/2013 01:51

O domingo do Carnaval foi marcado pelos desfiles de Kisdlândia, Pombas Giras e pelo grupo de reflexão sobre a Regionalização. Com muita música e folia os grupos desfilaram e cada um a favor de uma causa.

 

O Grupo de Reflexão sobre a Regionalização marcou o desfile com música própria, vestidos a favor da regionalização e com a distribuição de panfletos que explicam o que é, o porquê e as vantagens da regionalização. Um dia de Carnaval para a consciencialização dos mindelenses, assim a “Regionalização” sai da mesa do debate político para as ruas do Mindelo.

Kisdlândia este ano teve o ”monopólio” do Carnaval das Crianças devido à ausência do grupo Brincalhões. Kisdlândia no seu segundo desfile de Carnaval chama a atenção à importância da alimentação e traz para as ruas do Mindelo o tema “Alimentação Saudável”. Foi caso para dizer que “txon de Mindelo“ brotou tomates, pimentos, melancias, morangos em forma de crianças divertidas a aproveitar o Carnaval e com a figura de “Carmen Miranda” em forma de miniatura.

Pombas Giras que tem marcado os mindelenses com o seu desfile no Carnaval do Mindelo, um grupo a favor da igualdade, despe-se de preconceitos e desfila nas artérias da cidade do Mindelo.

  1. antónio dos santos

    Gostei da musica por que tem letras muito ilucidativas, gostei do documento distribuido por que muito sucindo e esclarecedor e gostei ainda da atitude. É Mindelo e mindelenses no seu genuíno desejo de contribuir pelo um Cabo Verde melhor. As 10 ilhas em grandes cartaches, as palavras de ordem mostram, que “não há risco de perda de coesão nacional”. Pelo contrário é um reforço dessa coesão.

  2. antónio ganeto

    Há que aproveitar todas as ocasiões para relembrar ao Governo a promessa feita de discutir em profundidade a regionalização através de uma comissão intersectorial e multidisciplinar e ir informando a população, como se fez, sobre as vantagens da regionalização e descentralização do poder central. Há que espalhar pelas ilhas um pouco do poder concentrado na Praia, não é, minha gente? Nôs tambê ê gente…

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.