Homicídio em Cruz João Évora: Juiz absolve arguido acusado de matar o pai

4/05/2012 07:40 - Modificado em 4/05/2012 07:40

O primeiro Juízo da Comarca de São Vicente procedeu com a leitura de sentença do jovem Celso Neves, acusado de matar o pai com um martelo. O Juiz absolveu o arguido alegando que não houve provas que demonstrassem que o jovem matou o pai, mas sim que o seu pai se encontrava sob efeito de álcool e tropeçou e bateu com a cara numas pedras.

O Juiz Antero Tavares decidiu absolver Celso Neves, acusado de matar o pai com um martelo. O juiz alegou que não houve provas que condenassem o arguido, mas sim provas que a vítima era uma pessoa violenta, que estava sob o efeito do álcool e tropeçou e bateu com a cara numas pedras.

Segundo o juiz as provas de que Celso não matou o pai ficaram claras no seu depoimento e no depoimento das testemunhas. De recordar que Celso vinha acusado de um crime de homicídio agravado, por ter morto o pai com um martelo no dia 1 de Outubro de 2011, em Cruz João Évora.
Celso foi preso preventivamente, depois de ser deduzida a acusação do Ministério Público acusando-o de ter morto o pai. O jovem estava indiciado da prática de um crime de homicídio agravado nos termos do artigo 123º alínea a do Código Penal. Porém o Procurador Vital Moeda depois de ouvir as testemunhas envolvidas no caso e o próprio arguido, pediu ao Tribunal que absolvesse o jovem do crime, porque ficou provado na audiência de julgamento que Celso não matou o pai.

Acrescentou ainda que se fosse o instrutor do processo, arquivava-o tendo como suportes probatórios os depoimentos das testemunhas e do relatório médico. Pois pediu a absolvição porque só assim a justiça seria feita.

  1. Pedro Landim

    A nossa justiça!!!! que pena!

  2. Pedro Landim

    Ocaso foi julgado pro um juiz sem juiz!

  3. Pedro Landim

    Imaginem se for o pai do juiz sem juiz! o rapaz ficaria em liberdade!?
    Deus me livre!

  4. Daqui a pouco esse juiz desajuisado manda soltar os bandidos da lancha voadora, justificando que estavam a pescar cavalas!!! ou estavam a praticar desporto nauticos!!

  5. humberto fortes

    quando penso na nossa justiça da vontade de ir morar na lua. Alem de estar de estar a haver uma crise de CARACTER, ainda há uma justiça que não funciona.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.