Manuel Cândido quebra o silêncio: “ só quero voltar a trabalhar “

29/01/2013 00:05 - Modificado em 29/01/2013 00:05
| Comentários fechados em Manuel Cândido quebra o silêncio: “ só quero voltar a trabalhar “

Foi director e preso na cadeia de Ribeirinha. O juiz absolveu -o

Manuel Cândido, ex director da cadeia de São Vicente, arguido considerado inocente no processo de favorecimento a presos da cadeia da Ribeira, rompeu o silêncio. Disse a RCV que “ O procurador regional e o Juiz estranham porque ainda eu e os meus colegas inocentados no processo, ainda estamos sem regressar ao trabalho e com o vencimento suspenso”.

Isto por ver na sequência do processo,  o juiz determinou a sua reintegração , mas o MJ não acatou e o processo seguiu para o Supremo Tribunal de Justiça . Pese estar há oito meses sem vencimento, e ter ficado provado que alguém o tramou nesse processo, Manuel cândido disse a RCV que continua a acreditar na justiça “ espero que o Supremo Tribunal de Justiça resolva o problema destes três chefes de família que estão acerca de um ano sem receber o vencimento, e isso depois que fomos inocentados pelo Tribunal de São Vicente que considerou que os testemunhos falsos não só de agentes prisionais, como também da Direcção geral dos Serviços Penitenciários.

Manuel cândido defende que a única coisa que quer deste processo é que a justiça seja feita “ para que cada um assuma as suas responsabilidades. Assim como atribuíram responsabilidades a três chefes de família, também que sejam atribuídas as responsabilidades há quem falhou neste processo”.

Cândido diz que a única coisa que quer “ é que nos deixem voltar para o trabalho para que possamos recompor a nossa vida que ficou abalada financeiramente “.Nove meses sem salário já deixou mossas na vida de Manuel cândido e a primeira tem a ver com as prestações da casa que deixou de pagar ao Banco.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.