Incêndio em Fonte Felipe: Idosa morreu na terceira vez que as chamas lhe consumiram a casa

24/01/2013 00:24 - Modificado em 24/01/2013 00:58
| Comentários fechados em Incêndio em Fonte Felipe: Idosa morreu na terceira vez que as chamas lhe consumiram a casa


A Polícia Judiciária vai realizar diligências para apurar as razões do incêndio numa casa de lata na zona de Fonte Felipe. A ocorrência resultou na morte de Maria da Luz Andrade de 75 anos. A mulher morreu carbonizada, mas segundo o relatório médico, a causa da morte foi asfixia por inalação do fumo das chamas que consumiram todo o recheio que havia no interior da casa.

 

Maria da Luz Andrade de 75 anos, ex-funcionária do Hospital Baptista de Sousa, encontrou a morte num incêndio que deflagrou na residência onde morava na encosta da localidade Rocha Nú, bairro de Fonte Felipe. Este online apurou que este foi o terceiro incêndio que se registou na habitação, tendo sido os anteriores de pequena escala e foram extintos pelos vizinhos porque não houve necessidade da intervenção dos bombeiros.

Mas, a terceira foi de vez e resultou numa tragédia porque as chamas consumiram a habitação e causaram a morte da idosa que se encontrava num estado de saúde debilitado e que não teve possibilidade de escapar do incêndio porque a pessoa que cuidava dela, o filho, tinha saído para trabalhar na construção civil antes da ocorrência.

 

Diligências

De realçar que o alerta do incêndio foi dado por volta das oito horas e os Bombeiros Municipais deslocaram-se de imediato ao local. Segundo o que apurámos “ouviram-se pedidos de socorro que provinham do interior da casa e alguns vizinhos notaram que a habitação estava em chamas. Tentaram retirar a vítima, mas as proporções do fogo impediu-lhes de entrar na habitação. Os bombeiros auxiliados por moradores tentaram salvá-la, mas o seu corpo já estava carbonizado”.

O Corpo de Bombeiros contou com a ajuda dos moradores para apagar o fogo que viria a ser extinto por completo. As autoridades afirmam que ainda é cedo para se declararem as causas do incêndio, mas o certo é que foram retiradas seis botijas de gás intactas do local e, por outro lado, não descartam a hipótese do fogo ter sido provocado por uma vela acesa.

A PJ fez uma análise ao local do incêndio para averiguar como resultou o incêndio nessa habitação. De seguida, os restos mortais de Maria da Luz Andrade foram levantados pelos Bombeiros depois da Delegacia de Saúde e da Polícia Judiciária terem autorizado. A vítima foi conduzida para a Casa Mortuária do HBS e o seu funeral foi realizado por volta das 13 horas pelos familiares.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.